16.07.2018 | 11h08

Zona cinzenta para impulsionamento

Especialistas em direito eleitoral apontam a existência de uma zona cinzenta na legislação que vai reger esta eleição em relação aos limites de gastos com impulsionamento de posts nas redes sociais, bem como a forma de declará-los na prestação de contas dos candidatos.

Advogados ouvidos pelo Estadão defendem que o próprio TSE ou o Legislativo especifiquem esses critérios para evitar abusos. Enquanto isso, o Facebook informa que vai colocar à disposição dos políticos brasileiros uma ferramenta que permitirá discriminar os gastos.


VOLTAR PARA O ESTADÃO