27.10.2018 | 13h51

Zema vê algum ‘extremismo’ em Bolsonaro

Romeu Zema, o candidato do Novo ao governo de Minas Gerais, faz sua campanha neste segundo turno ancorada no apoio que oferece, e não que recebe, a Jair Bolsonaro. O empresário admite que não leu o plano de governo do presidenciável, mas que concorda com as propostas econômicas de reduzir o tamanho do Estado e aumentar a participação privada na economia. Só algumas posições do deputado, diz, “parecem um tanto quanto extremistas”, informa o jornal Estado de Minas.


Mais conteúdo sobre:

Romeu ZemaJair Bolsonarominas gerais
VOLTAR PARA O ESTADÃO