07.08.2019 | 11h01

Zambelli diz que abstenção de Frota ‘é mais uma canelada’

Após se abster na votação do texto-base da reforma da Previdência na Câmara na noite de terça-feira, 6, as retaliações internas contra o deputado Alexandre Frota (PSL-SP) já começaram. A primeira foi o anúncio da colega, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP), de que entrará com representação na Comissão de Ética do partido para pedir a expulsão de Frota. Além disso, o parlamentar perdeu a vice-liderança da legenda e foi retirado da coordenação da reforma tributária, que está na Comissão Especial da Câmara.

Na noite de ontem, entre os 495 parlamentares votantes, Frota foi o único a se abster. Zambelli  afirma que esses acontecimentos reforçam sua representação para que ele seja expulso da sigla. “Não é possível que um deputado que tanto tem dito que trabalhou pela aprovação da Nova Previdência se abstenha na hora decisiva da votação. Esta é mais uma canelada que ele dá no governo Bolsonaro, no PSL e na população”, acrescenta a deputada.


Notícias relacionadas
VOLTAR PARA O ESTADÃO