12.03.2019 | 16h14

Witzel: Presos ‘poderão pensar em delação premiada’

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), disse que os suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e o motorista Anderson Gomes, presos nesta terça-feira, 12, “poderão pensar em delação premiada” para que a investigação chegue aos mandantes do crime.

Witzel disse que as prisões de hoje significam uma “resposta dada à sociedade”. O delegado Giniton Lages, responsável pelo inquérito, detalhou que a investigação ouviu 230 testemunhas, interceptou 318 linhas telefônicas e chegou a um intricado rastro de vestígios deixados pelos suspeitos.


VOLTAR PARA O ESTADÃO