25.03.2018 | 18h14

WhatsApp será adubo para fake news

Mais que Facebook e outras redes sociais, que ao menos permitem que se rastreie a origem dos boatos, será o WhatsApp o terreno fértil das fake news em 2018. Essa é a expectativa de especialistas em comunicação digital que estão sendo consultados pelas campanhas. Mais que nos Estados Unidos, onde esse serviço de mensagens não tem penetração, por aqui o compartilhamento por WhatsApp é visto como um fator difusor de informação –inclusive das falsas– muito grande.

Em 2014, o WhatsApp ainda não tinha tanta penetração quanto hoje: cerca de 40% dos usuários das classes C e D usavam o aplicativo. Agora, as estimativas de posse das campanhas são que ele esteja nos celulares de 80% desse público. /V.M.


Mais conteúdo sobre:

Eleições 2018fake newswhatsapp
VOLTAR PARA O ESTADÃO