21.09.2018 | 19h22

Voto impresso no exterior

A Justiça Eleitoral deverá enviar 64 urnas de lona a 60 países, nos quais a votação ainda será feita em cédula de papel, para receber votos de residentes no exterior em 7 de outubro —  principalmente na África, na América Central e no Caribe, que têm baixo número de brasileiros. Além disso, também serão enviadas 680 urnas eletrônicas a outros 99 países, entre eles Estados Unidos, Japão e Portugal, que concentram o maior número de eleitores.

A chefe do Cartório Eleitoral do Exterior, Juliana Bandeira, disse ao UOL que as cédulas serão destinadas a 10.698 brasileiros, em 171 cidades, de um total de 500 mil eleitores que moram fora do País. O transporte das unidades ficará sob responsabilidade do Ministério das Relações Exteriores. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO