31.08.2018 | 20h27

Voto de Barroso revolta petistas

Indicado à Suprema Corte pela então presidente Dilma Rousseff, o voto do ministro Luís Roberto Barroso, indeferindo o registro da candidatura de Lula como candidato à Presidência da República, irritou petistas nas redes sociais. O deputado Wadih Damous, por exemplo, chamou o ministro de “frouxo de nariz empinado” e “fascistinha enrustido”.  A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, foi mais contida. Mesmo assim classificou a decisão do magistrado como “violência”.


Já Guilherme Boulos, do PSOL, pode não ser do PT, mas também não poupou críticas ao voto: “Sequer faz o esforço em esconder que tem lado.”

VOLTAR PARA O ESTADÃO