05.04.2018 | 06h46

Volta com tudo a pressão sobre Cármen

Nem bem amanheceu o dia depois da longa noite no STF e Cármen Lúcia já sentirá, como nunca antes, a pressão para levar à pauta as duas ações declaratórias de constitucionalidade, 43 e 44, que discutem o mérito da prisão após segunda instância.

O tom do relator, Marco Aurélio Mello, não será mais de convencimento apenas nos bastidores: ele se mostrou disposto a confrontá-la de público. Ela, na última vez que ele o fez, já depois das 22h, pareceu hesitar. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO