08.10.2018 | 00h58

Virada nunca aconteceu

A possibilidade de uma virada no segundo turno é improvável, ao menos no que diz respeito ao retrospecto histórico das eleições no Brasil. Como mostra o Acervo Estadão, nunca um candidato que venceu no primeiro turno acabou derrotado no segundo.

Fernando Collor em 1989, Lula em 2002 e 2006 e Dilma Rousseff em 2010 e 2014, consolidaram sua vitória após abrir vantagem no primeiro turno. Fernando Henrique Cardoso ganhou em 1994 e 1998 sem necessidade de nova eleição. No primeiro turno de 2018, Jair Bolsonaro tem cerca de 18 milhões de votos de vantagem sobre Fernando Haddad.


VOLTAR PARA O ESTADÃO