08.03.2019 | 14h19

‘Violência contra a mulher virou uma epidemia’

“A violência contra a mulher virou uma epidemia no país. Queremos levar voz às mulheres, queremos uma mudança cultural porque ainda existe muito preconceito e machismo (…) O agressor não pode mais ficar impune. O lugar da mulher é onde ela quiser”, disse nesta sexta, 8, a deputada Flávia Arruda (PR-DF), que vai coordenar uma comissão externa de combate à violência contra a mulher na Câmara.

O colegiado terá 15 parlamentares que serão indicadas pelos partidos. Nele estão Érika Kokay (PT-DF) e Joice Hasselmann (PSL-SP), informa o Broadcast Político. A atual legislatura, de 513 cadeiras, 77 são de mulheres.


Mais conteúdo sobre:

mulherescâmara
VOLTAR PARA O ESTADÃO