23.09.2018 | 13h55

Verba do PT para sigla que apoiou ‘golpe’

O PT já repassou até agora R$ 4,5 milhões para 15 candidatos do Pros, que integra, junto com o PC do B, a aliança em torno da candidatura de Haddad à Presidência —  e só há mulheres entre os beneficiados. Detalhe: dos seis deputados do Pros, que apoiava Dilma em 2014, quatro votaram a favor do impeachment.

Segundo a Folha, o objetivo do direcionamento dos recursos às mulheres é atender à legislação, que obriga os partidos a destinar pelo menos 30% dos recursos do fundo eleitoral para candidaturas femininas. Só Clarissa Garotinho, que tenta a reeleição como deputada federal, recebeu R$ 700 mil do diretório nacional petista, valor não muito distante do recebido por nomes veteranos do PT na Câmara. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO