23.10.2018 | 10h59

Venezuelização sem partido

Antes restrita à conta do PT, a acusação de que o Brasil será uma Venezuela não obedece a roteiro ideológico ou partidário. O risco não é de direita ou esquerda, mas do autoritarismo, escreve Miriam Leitão, em O Globo. A colunista lembra que o cerco à democracia no país vizinho teve início com o enfraquecimento do Judiciário.

Só que as instituições brasileiras não podem ser comparadas às da Venezuela, sugere. O populismo de esquerda e direita levanta suspeitas, como o exemplo da fala de Eduardo Bolsonaro sobre o STF, mas, encontra como obstáculo uma Constituição de 30 anos e uma Suprema Corte que condena essa “ameaça gravíssima”.


Mais conteúdo sobre:

STFEduardo Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO