02.04.2018 | 06h25

Velloso defende prisão em 2ª instância

O ex-ministro do STF Carlos Velloso defende a execução da pena após condenação em segunda instância. Em artigo no Estadão, o ex-presidente da Corte rememora julgamento sobre o tema que mudou o entendimento até então vigente, que era neste sentido.

“Certo é que o entendimento no sentido de se aguardar o trânsito em julgado contribui para a impunidade”, diz, no texto.


VOLTAR PARA O ESTADÃO