29.10.2018 | 12h47

Vale filmar professores?

A deputada estadual eleita em Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), abriu um canal informal de denúncias na internet para fiscalizar professores em sala de aula a partir desta segunda-feira, 29, informa o Estadão. “Muitos deles não conterão sua ira e farão da sala de aula um auditório cativo para suas queixas político partidárias em virtude da vitória de Bolsonaro”, diz a historiadora. Segundo ela, o conteúdo será usado para “uma investigação”. O presidente eleito também é defensor do procedimento.

Em 2016, ela processou a professora Marlene de Fáveri, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e sua ex-orientadora no mestrado, por suposta “perseguição ideológica”. O caso marcou as discussões acerca do movimento Escola Sem Partido.


Mais conteúdo sobre:

Ana Caroline Campagnolo PSL
VOLTAR PARA O ESTADÃO