10.03.2019 | 12h56

União ajuda Justiça do Trabalho com R$ 1 bi

No segundo ano de vigência da lei do teto de gastos, a Justiça do Trabalho foi o órgão campeão da administração pública no uso de recursos da União para se enquadrar às regras após precisar de quase R$ 1 bilhão do Poder Executivo no ano passado, informa o Estadão. A emenda do teto, aprovada em 2016, concedeu três anos para que os órgãos da administração pública se ajustassem à nova dinâmica.

O limite de gastos inicial da Justiça do Trabalho em 2018 era de R$ 17,495 bilhões, mas o gasto efetivo acabou ficando em R$ 18,48 bilhões, o que exigiu uma compensação da União de R$ 984,7 milhões. No ano passado, foi aprovado o reajuste salarial a juízes de 16,3% em troca do fim de “penduricalhos” como o auxílio-moradia, mas há uma tentativa da categoria de manter esses benefícios. Todos esses números acenderam o alerta da equipe econômica.


Mais conteúdo sobre:

Justiça do Trabalhoteto de gastos
VOLTAR PARA O ESTADÃO