29.10.2018 | 06h31

Um Portugal de brancos e nulos

O total de votos brancos e nulos equivale à população de Portugal, compara o Estadão. Foram mais de 11 milhões que compareceram às urnas e não marcaram nem Jair Bolsonaro nem Fernando Hadadd, que representam 9,5% do eleitorado brasileiro. Já os que não compareceram para votar foram 31 milhões de pessoas, ou 21,3% dos eleitores. O total de não-voto é o maior desde a redemocratização, embora percentualmente o índice de votos brancos e nulos tenha sido levemente maior em 2014 (9,64% do total de eleitores, contra 9,5% neste domingo).


VOLTAR PARA O ESTADÃO