16.09.2018 | 15h22

Um guia das alianças no segundo turno (1)

A três semanas da eleição, já é possível projetar futuras alianças entre os candidatos por conta do segundo turno. Se Jair Bolsonaro chegar lá, é pouco provável que receba o apoio público de qualquer candidato. Mas certamente poderá ganhar boa parte dos votos de eleitores que hoje estão com Geraldo Alckmin, João Amoêdo e Henrique Meirelles, por exemplo. Especialmente, se a disputa for contra o petista Fernando Haddad.

Se Haddad passar para o segundo turno, terá apoio certo de Guilherme Boulos e, possivelmente, de Ciro Gomes e Marina Silva. Esse grupo pode até ganhar o reforço de alguns tucanos, como Fernando Henrique Cardoso se o petista tiver de enfrentar Bolsonaro. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Jair BolsonaroFernando Haddad
VOLTAR PARA O ESTADÃO