16.09.2018 | 18h53

Um desfile de padrinhos e afilhados

O debate entre os candidatos ao governo de São Paulo, promovido pelo Estadão, TV Gazeta e Jovem Pan, trouxe para os eleitores a ligação dos concorrentes com seus padrinhos ou aliados nacionais.

Luiz Marinho tentou colar em Lula. Rodrigo Tavares quis pegar carona na popularidade de Jair Bolsonaro. João Doria chegou a pedir voto para Geraldo Alckmin. Já Paulo Skaf acabou sendo carimbado por Doria como afilhado de Michel Temer. Mas, aparentemente, essas relações parecem não fazer muita diferença na escolha dos eleitores. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

debategazetaestadaoJP
VOLTAR PARA O ESTADÃO