18.10.2018 | 07h48

Um banqueiro no BNDES?

Eduardo Centola, sócio do banco de investimentos Modal, foi sondado por Jair Bolsonaro para assumir o BNDES caso ele seja eleito presidente, informa o Estadão. Centola, que, diferentemente de outros expoentes do mercado financeiro, não chegou ao candidato pelas mãos de Paulo Guedes, tem contribuído com o programa de governo na área de infraestrutura.

O Modal tem na estruturação de negócios de empresas chinesas no Brasil uma de suas principais linhas de atuação. Centola tem atuado, inclusive, para quebrar a resistência de Bolsonaro à presença chinesa em privatizações no Brasil.


VOLTAR PARA O ESTADÃO