25.08.2018 | 12h43

TV ’10 vezes mais importante’ que redes sociais

O marqueteiro Paulo de Tarso da Cunha Santos, criador do “Lula lá”, afirmou em entrevista à revista Época que, apesar do crescimento da importância das redes sociais, a TV ainda será fundamental para a definição das eleições.

“A importância das redes sociais é superdimensionada. Está ficando cada vez mais claro. O João Doria, por exemplo, não sobe nas pesquisas. O povo pobre, que é a grande maioria dos eleitores, tem acesso, mas não o suficiente para formar opinião com base nisso”, disse. “A TV tem dez vezes mais importância que as redes sociais.” Ainda assim, ele afirmou que o tempo de TV não é garantia de sucesso. “Ulysses Guimarães é o maior exemplo. Tinha 15 minutos e teve 3% de votos em 1989.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO