26.05.2018 | 13h02

TSE e a segurança da urna eletrônica

O TSE afirma ter melhorado a segurança das urnas eletrônicas. A mudança foi feita num ponto de fragilidade apontado por especialistas: a chave criptográfica do aparelho.

Segundo reportagem da Folha, a chave, antes gravada no software da máquina, agora é gerada automaticamente, a partir de dados do hardware da urna, quando o sistema é iniciado. Especialistas em segurança eletrônica pedem novos testes antes de assegurar a segurança do aparelho.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO