15.02.2019 | 08h25

Três jeitos para se aposentar

Na prática, o projeto de reforma da Previdência que será encaminhado ao Congresso estabelece três caminhos para a aposentadoria no setor privado, conforme detalha reportagem do Globo nesta sexta-feira: idade mínima, tempo de contribuição (mas sem benefício integral) e um sistema de pontos que combina idade e tempo de contribuição.

Na transição, haverá uma idade mínima que começa aos 56 anos (mulher) e 60 anos (homens). Ela vai subir meio ponto (o equivalente a seis meses) a cada ano, até atingir os 62/65 anos. No sistema de combinação de idade mínima e tempo de contribuição, a soma começa em 86 anos para mulheres e 96 para homens e vai subir um ponto a cada ano a partir de janeiro de 2020. Além disso, será possível se aposentar após contribuição de 30 anos (mulheres) e 35 anos (homens), sem idade mínima, mas com pagamento de pedágio de 50% sobre o tempo de contribuição que falta. Só pessoas que estiverem a dois anos da aposentadoria na aprovação da reforma poderão optar por esta modalidade.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO