26.11.2018 | 17h47

Transnordestina, uma obra (e novela) sem fim

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) defende que haja rescisão do contrato com a atual concessionária da ferrovia Transnordestina, a Transnordestina Logística S.A., responsável pelo andamento de suas obras. Bezerra reforçou a necessidade da audiência pública que será feita no Senado para discutir o andamento das obras da ferrovia, prevista para implementar o desenvolvimento no Nordeste, mas que segue sendo uma novela sem fim.

Bezerra lembra que, como ministro da Integração Nacional, acompanhou alguns dos capítulos dessa história. E se mostrou especialmente preocupado com o diagnóstico apresentado pela Companhia Siderúrgica Nacional, controladora da ferrovia, à Câmara dos Deputados. Por esta previsão, a Transnordestina somente será concluída em 2027 e que ainda precisa receber um aporte de mais R$ 6,7 bilhões, além dos outros R$ 6,4 bilhões já recebidos. /M.M.

 


Mais conteúdo sobre:

Fernando BezerraTransnordestina
VOLTAR PARA O ESTADÃO