15.09.2018 | 15h00

Transição ao incerto

“As consequências do ataque a faca sofrido por Jair Bolsonaro em Juiz de Fora (MG), às vésperas do Dia da Pátria, e a oficialização de Fernando Haddad na condição de postulante presidencial do PT, uma semana mais tarde, colocaram novos personagens no primeiro plano da política nacional”, escreveu André Singer na Folha.

O articulista analista que a transição dos líderes vivida pelas campanhas do PT e do PSL na última semana, que colocou Haddad e do general Mourão (PRTB) como personagens da corrida eleitoral torna todo o cenário – que já era incerto – ainda mais imprevisível.


VOLTAR PARA O ESTADÃO