01.09.2018 | 16h54

Transferir ou não depende do PT

O potencial de transferência de votos de Lula para Fernando Haddad dependerá da reação do PT à decisão do TSE, opina Paulo Celso Pereira, diretor da Sucursal de Brasília do jornal O Globo. “Se o partido não cometer erros graves, são reais as chances de o lulismo, exacerbado nos últimos dois anos, levar Haddad ao segundo turno. A partir daí, é uma loteria. Hoje, Lula é o nome mais popular da eleição, mas só é menos rejeitado que Bolsonaro.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO