12.04.2018 | 16h03

‘Tortura’, ‘masmorra’, ‘inquisição’ e ‘sacanagem’

Os ministros Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello fazem discursos fortes nesta quinta-feira, 12, durante sessão que vota o habeas corpus “de ofício” requisitado pela defesa de Antônio Palocci.

Mendes chegou a falar em “tortura”, “masmorra” e “sacanagem” para criticar a prisão preventiva. Marco Aurélio, por sua vez, usou o termo “inquisição”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO