08.11.2018 | 06h46

Toffoli e a ‘melhor hora’ para rever penduricalhos

O ministro Dias Toffoli, um dos responsáveis pela costura política que resultou na aprovação, de afogadilho, do reajuste de 16,4% dos salários dos ministros do STF e também do procurador-geral da República, agradeceu durante solenidade na noite de quarta-feira aos senadores e deputados. “Em nome do STF, em nome de todo o Poder Judiciário, eu gostaria de agradecer ao Congresso Nacional a aprovação desse projeto principalmente porque agora poderemos enfrentar o problema do auxílio-moradia. Principalmente porque, com a aprovação do novo subsídio, nós poderemos então resolver então essa questão do auxilio”, disse.

Só que, diferentemente da pressa para votar o reajuste, ele não disse quando serão revistos penduricalhos como auxílio-moradia. Afirmou que vai procurar o ministro Luiz Fux, relator de uma ação que questiona o privilégio, para discutir a “melhor hora” de levá-la à pauta.


VOLTAR PARA O ESTADÃO