13.09.2018 | 19h09

Toffoli e a hora de jogar água na fervura

O tom do discurso de Dias Toffoli na sua posse como presidente do Supremo mostrou que ele tenta levar a corte na direção de busca de harmonia entre os Poderes. Na prática, nos últimos anos, o Judiciário entrou em choque direto com os poderes Executivo e Legislativo, azedando totalmente esse relacionamento. Toffoli, agora, quer jogar água nessa fervura.

“Harmonia e respeito mútuo entre os poderes é mandamento constitucional”, disse Toffoli. “Com outros poderes e ao lado deles, harmoniosamente, servimos à Nação brasileira”, acrescentou, dando o tom da linha que pretende seguir. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO