03.08.2018 | 14h50

Todo mundo quer acordo desde que seja a seu favor

O PT passou os últimos meses sendo criticado por outros partidos de esquerda porque não admitia ceder em nada nas discussões para a formação de uma aliança de esquerda em torno de Lula. Esse jeito de conduzir a política foi considerado, inclusive, um obstáculo insuperável para que a frente de esquerda fosse montada.

Só que, em nome do projeto de lançar Lula ou algum seu indicado, o PT fechou um acordo importante com o PSB, aonde as duas partes cederam. O PT retirou candidaturas do jogo, como a de Marília Arraes, em Pernambuco, e de candidatos ao Senado. Já o PSB puxou a tomada de Marcio Lacerda em Minas e desistiu de apoiar Ciro Gomes. E o que fazem os políticos que viram seus projetos frustrados? Ignoram a orientação dada pelo comando de suas legendas e tentam virar a mesa. Ou seja: acordo é bom desde que seja a meu favor. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO