22.05.2018 | 08h15

Tentação dilmista assombra Temer

O risco de o governo adotar algum controle sobre o preço dos combustíveis é rasgar o discurso da independência da Petrobras e retomar a política dilmista de controlar politicamente aumentos e reduções dos valores na bomba do posto.

Uma das principais mudanças feitas por Michel Temer em relação à antecessora foi na Petrobras: tanto os marcos regulatórios quanto a relação entre o governo e a empresa, foco do maior escândalo de corrupção da era petista, foram alterados. Qualquer mudança terá cheiro de um déjà-vu político e econômico. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO