02.08.2018 | 08h04

Temperamento importa, sim

Na entrevista que concedeu depois da sabatina na GloboNews Ciro Gomes reclamou que se tenha “perdido muito tempo” questões relativas ao seu temperamento. Afirmou que preferia ter tratado mais de economia.

Julia Duailibi e Octavio Guedes, comentaristas políticos do telejornal Em Ponto, comandado por José Roberto Burnier, observaram que analisar o temperamento é, sim, importante para o eleitor. Guedes lembrou o temperamento de Fernando Collor e como Lula só se elegeu quando se mostrou mais moderado. Julia apontou que, nas eleições norte-americanas, os candidatos são até instados a apresentar exames psicológicos ao escrutínio do eleitor. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO