24.03.2018 | 09h48

Temer só tem a ganhar, ainda que perca

Michel Temer não tem nada a perder se disputar a eleição. A não ser a própria eleição, algo aliás praticamente certo.

Este é o cálculo do presidente ao colocar com mais ênfase o bloco da candidatura na rua. Em sua coluna no Estadão, João Domingos explica as razões: defender a honra, o legado do governo e fazer bons acordos para o segundo turno. E os obstáculos: candidatos ao governo e ao Congresso pelo MDB, que ficariam presos à sua impopularidade e com menos dinheiro para as campanhas.


Mais conteúdo sobre:

Michel TemerEleições 2018
VOLTAR PARA O ESTADÃO