26.11.2018 | 19h23

Temer quer resolver ‘bucha’ do Mais Médicos

Michel Temer não quer deixar a “bucha” da ausência dos cubanos no Mais Médicos para Jair Bolsonaro (que originou a polêmica avisando Cuba das novas regras que implementaria no programa). “Vejam que nós não vamos deixar esse problema para o próximo governo. Estamos resolvendo neste momento um problema que angustia toda a população brasileira”, disse Temer em vídeo gravado ao lado do ministro da Saúde, Gilberto Occhi.


De acordo com Temer, 96% das vagas do Mais Médicos já foram preenchidas. No último domingo, o Ministério da Saúde  informou que, das 8.517 vagas disponíveis no novo edital do programa, 8.230 já foram alocadas para atuação imediata.

VOLTAR PARA O ESTADÃO