28.07.2018 | 15h46

Temer, o banido

Já se sabia que presidente em fim de mandato e com baixa popularidade é tradicionalmente esnobado pelos funcionários do Palácio do Planalto – a velha história de servirem cafezinho gelado.

Mas não se esperava que Michel Temer estivesse tão por baixo dentro do MDB. Depois de não ser mencionado na carta aberta que a legenda divulgou para dizer como salvou o País, o presidente não compareceu à convenção do partido em São Paulo e sequer foi citado no lançamento da candidatura de Paulo Skaf ao governo. Sempre é bom lembrar que Temer é o do MDB de São Paulo. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO