16.08.2018 | 07h16

Temer não quer ‘incomodar’

Michel Temer está consciente do fim de feira em que se transformou o que lhe resta de seu governo. Em entrevista à Folha, ele diz que não aparece muito na campanha de Henrique Meirelles porque não quer “incomodar”, mas que será impossível ao ex-ministro se dissociar de sua gestão.

Assim como bate numa tecla incômoda para Geraldo Alckmin (PSDB): a de que muitos eleitores devem ter a impressão de que é o tucano o candidato apoiado pelo Planalto. “Se você dissesse: “quem o governo apoia?”. Parece que é o Geraldo Alckmin, né? Os partidos que deram sustentação ao governo, inclusive o PSDB, estão com ele”, afirmou o presidente.


VOLTAR PARA O ESTADÃO