28.10.2018 | 09h41

Temer fala

O presidente Michel Temer, que se manteve praticamente ausente do processo eleitoral, escreveu artigo para o Estadão em que oferece uma transição transparente e discorre sobre os desafios para seu sucessor.

“Em 1.º de janeiro, ocorrerá o segundo momento, o político-administrativo. Neste, mais do que nunca, tudo deve pautar-se por atuação voltada ao bem comum. As divergências durante as eleições não podem ser o norte para este momento governativo. Situação e oposição devem trabalhar pelo País. A primeira, aplicando programa ao qual tenha se comprometido. Afinal, não se pode enganar o eleitor. A segunda deve fiscalizar os atos de governo, criticando-os quando deles divergir. Muitas vezes, a crítica serve para ajustamentos do próprio ato de governo”, escreve.


VOLTAR PARA O ESTADÃO