03.04.2018 | 06h33

Temer fala – 2

No artigo no Estadão, Michel Temer fala também sobre o inquérito sobre o decreto dos portos. Nega que tenha sido feito para beneficiar uma empresa, a Rodrimar.  Afirma que para tentar obter provas, levaram à prisão “pessoas que estavam à disposição para qualquer depoimento”.

“É uma atitude incompatível com os postulados básicos do Estado Democrático de Direito. Porque hoje não se aplica mais a lei, mas disputam-se espaços para saber quem vai ganhar. Quem perde é o País e, tanto quanto ele, a democracia. Hoje é o Presidente da República, amanhã será outro –e outros”, escreve o presidente. Ele conclui dizendo: “Resistirei”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO