03.04.2018 | 06h26

Temer fala – 1

O presidente Michel Temer faz sua mais longa e direta manifestação sobre a Operação Skala, que resultou na prisão de amigos seus, como José Yunes e João Baptista Lima Filho, em artigo nesta terça-feira no Estadão. “Há que resistir. Em nome do Estado Democrático de Direito, inicia ele, evocando a Constituição.

Ele diz que entre as cláusulas pétreas da Carta as mais importantes dizem respeito às garantias individuais, mas nem sempre elas são respeitadas. E começa rememorando a gravação de sua conversa com Joesley Batista. “Vamos ao meu caso: gravou-se uma conversa de um empresário no ano passado, Criticou-se o fato porque estava fora da agenda e foi à noite. (…) Mas o pior é que inventou-se uma frase que teria sido dita na gravação e que dela não consta”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO