02.07.2018 | 07h48

Temer entre a cruz e a espada

A prorrogação do inquérito dos portos, caso seja acatada pelo STF, traz uma boa e uma má notícia para Michel Temer. “Temer deve escapar de um julgamento político no segundo semestre, mas dificilmente fugirá de um acerto de contas com a Justiça a partir de 1º de janeiro, quando deixa o cargo”, escreve Leandro Colon, na Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO