09.04.2018 | 06h58

Temer de olho, mas cauteloso

Durante o longo processo que culminou com a prisão de Lula quase 26 horas depois do prazo, o presidente Michel Temer foi informado por subordinado das negociações, mas a todos recomendou cautela. E ficou em silêncio.

Os bastidores de como o Planalto acompanhou a saga de Lula foram contados pela repórter Tânia Monteiro em texto no Estadão. Segundo ela, a avaliação é que Lula não conseguiu obter a mobilização que esperava além de São Bernardo do Campo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO