28.05.2018 | 13h02

Temer ‘afogado’ como o cachorrinho Picoly

O Gabinete de Segurança Institucional não conseguiu salvar dois ‘afogamentos’ no mês de maio: o do cachorrinho Picoly e o do próprio presidente Michel Temer. Enquanto a agente do GSI não pulou no lago para salvar o cachorrinho, o chefe Sérgio Etchegoyen não foi feliz em seu discurso na sexta, 25, opina Cristian Klein no Valor.

Klein ainda avalia que a crise social que se desenha no País “ajuda os salvacionistas e contribui para o alheamento eleitoral”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO