15.03.2018 | 12h58

Temer afirma que assassinato de Marielle é ‘atentado ao estado de direito’

O presidente Michel Temer se manifestou na manhã desta quinta-feira, 15, sobre o assassinato da vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL) e de Anderson Pedro Gomes, motorista. Temer afirmou que considera a morte um “atentado ao estado de direito e à democracia”.


Ele ainda afirmou que lamenta o ato, que considera de “extrema covardia” e que o ministro da Segurança Pública Raul Jungmann estará no Rio de Janeiro para acompanhar as investigações do caso.

O BR 18 adiantou na manhã de hoje que o Planalto estudava a melhor maneira de abordar o assunto.

Assista à fala de Temer, divulgada nas redes sociais:

VOLTAR PARA O ESTADÃO