04.08.2018 | 11h30

Os riscos do PT em adiar vice

A decisão de não anunciar o vice até o prazo do fim das convenções é uma jogada de risco do PT, segundo técnicos do TSE. Ouvidos pelo Painel da Folha, os especialistas dizem que “há precedente para empurrar o anúncio do vice até o dia 15 de agosto” (data do registro das candidaturas na Corte), mas fazem um alerta: há ministros que estão mais “dispostos” a fazer uma leitura restritiva das regras.

Assim, do mesmo modo que haveria espaço para o registro atrasado do vice, também haveriam argumentos para a cassação da chapa completa, caso o PT opte mesmo por ignorar os prazos.


VOLTAR PARA O ESTADÃO