12.08.2019 | 15h54

Tasso: ‘Bolsonaro, quanto mais calado, melhor’

Para o relator da reforma da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), um dos principais entusiastas de que o sistema previdenciário seja modificado, o texto que foi aprovado na Câmara é “o melhor dentro do possível”. Segundo ele, as discussões mais duras já foram feitas na Casa e essa é uma das vantagens que o Senado terá no encaminhamento da PEC. Em entrevista à Folha, o senador diz que espera que o presidente Jair Bolsonaro não contamine o ambiente favorável à aprovação da reforma com suas declarações. “Acho que a postura que ele deve ter é quanto mais calado, melhor, que aí as coisas fluem com mais tranquilidade, sem criar nenhum ponto de atrito”, opinou.

Ainda sobre a relação com o Planalto, que ele classifica como “horrorosa”, Jereissati defende que o governo adie medidas polêmicas até a aprovação da reforma, inclusive a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada em Washington. “O Senado é que vai respaldar ou não uma possível indicação para embaixador nos Estados Unidos. Qualquer coisa que venha contaminar o ambiente não é bom que venha do Poder Executivo”, disse.


VOLTAR PARA O ESTADÃO