26.09.2018 | 06h28

Suspensão temporária

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a suspensão temporária do inquérito que investiga o presidente Michel Temer e ministros de seu governo por repasses da Odebrecht para o PMDB na campanha de 2014. No relatório final do inquérito sobre repasses de R$ 10 milhões da Odebrecht para integrantes do MDB, a Polícia Federal concluiu pela existência de indícios de que o presidente cometeu crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, mas Dodge evocou a imunidade temporária para ações penais de que Temer goza enquanto estiver na Presidência por crimes anteriores ao mandato, informa o Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO