16.04.2018 | 14h58

Suspeita de milicianos no caso Marielle

Um mês e dois dias após a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, o governo afirmou que as milícias do Rio podem ter relação com os crimes. “A mais provável hipótese remete o crime à atuação de milícias no Rio de Janeiro”, disse o ministro Raul Jungmann à CBN nesta segunda-feira, 16.

O titular da Segurança Pública lembrou que outros casos críticos, como o assassinato da juíza Patrícia Acioli e a morte do pedreiro Amarildo, na Rocinha, levaram mais de dois meses para serem concluídos.


Mais conteúdo sobre:

Marielle FrancoRaul Jungmann
VOLTAR PARA O ESTADÃO