07.11.2018 | 08h52

Superministério sem sentido

“A criação do Superministério da Economia, envolvendo as pastas da Fazenda, do Planejamento e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, comete muitos erros. A pretensão parece ser a de criar um novo czar da economia, com carta branca para resolver décadas de problemas do setor público”, escreveu Maílson da Nóbrega no Estadão.

Para o colunista e ex-ministro da Fazenda, o Superministério da Economia não faz o menor sentido e parece não levar em conta a História, pois a mesma ação já foi tomada pelo ex-presidente Fernando Collor e deu errado.


VOLTAR PARA O ESTADÃO