13.10.2018 | 12h09

STF em estado de alerta

Os ministros do STF estão apreensivo com as eleições. Diante de propostas de cunho autoritário, como uma Constituinte “sem povo” –da qual tanto Jair Bolsonaro quanto Fernando Haddad recuaram–, os integrantes da mais alta Corte do País observam a eleição e contam com a possibilidade de que o Supremo tenha de ser acionado, no futuro, para garantir a estabilidade das instituições. O Jota conversou com ministros e mostra como está o clima no tribunal diante das perspectivas eleitorais.


VOLTAR PARA O ESTADÃO