14.02.2019 | 15h24

STF convida Vélez a explicar tese do canibalismo

A ministra Rosa Weber, do STF, notificou o ministro da Educação, Ricardo Vélez, a esclarecer melhor no prazo de 10 dias, sem obrigação de fazê-lo, sua declaração de que brasileiro em viagem é um “canibal”, que rouba objetos dos hotéis.

Para o autor do iniciativa na Corte, o advogado Marcos Aldenir Ferreira Rivas, Vélez pode ter praticado os crimes de calúnia, difamação e injúria. “Certo que, além de serem declarações não recomendáveis para um ministro de Estado, principalmente da pasta da Educação, as acusações são gravíssimas dirigidas a todos os brasileiros, mas revestidas de equivocidade e ambiguidades que, sem os pertinentes esclarecimentos, tornará impossível a propositura da ação penal privada”, observou o advogado.


Mais conteúdo sobre:

Ricardo Vélezrosa weberSTFcanibal
VOLTAR PARA O ESTADÃO