23.02.2019 | 13h26

Só ‘milagre’ para reforma ser aprovada no 1º semestre

Nas contas do colunista do Estadão, João Domingos, é um “otimismo exagerado” a previsão de que a reforma da Previdência pode ser aprovada pelo Congresso ainda no primeiro semestre. “A não ser que haja um milagre, e um milagre numa matéria tão polêmica quanto a reforma da Previdência parece fora de cogitação, jamais a Câmara conseguirá terminar a votação da proposta em abril”, escreveu.

Ele lembra que a Câmara dos Deputados não tem ainda nem mesmo tem uma CCJ, primeira comissão pela qual o texto passa. Mais do que isso, a escolha dos membros deve ser um “Deus nos acuda”. “No próprio PSL do presidente Jair Bolsonaro, partido para o qual foi prometida a presidência da Comissão de Constituição e Justiça, há disputa ferrenha entre os que almejam chegar lá. Já os partidos de oposição garantem não ter nenhuma pressa para indicar seus integrantes”, afirmou. Para Domingos, a previsão do novo líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, é mais plausível: ele acredita que a reforma pode ser aprovada em setembro.


VOLTAR PARA O ESTADÃO